Telefone: (42) 3423-3327

Horário de Funcionamento
das 13:00 às 19:00
Rua Moisés de Oliveira, 210
Rio Bonito - Irati, PR

» Nosso Patrono


NOSSO PATRONO

Biografia de Alberto Santos Dumont
Fonte: Site da Fundação Museu da Tecnologia de São Paulo (SP)


Diante de inúmeras testemunhas, aos 13 de setembro de 1906, nos arredores da capital francesa, Alberto Santos Dumont realiza o histórico vôo de seu aeroplano "14 Bis" (Fonte: Museu Paulista da Universidade de São Paulo / Website da Fundação Museu da Tecnologia de São Paulo)

VOCÊ SABIA?!

(1) O 14 bis tem esse nome porque foi testado por Santos-Dumont acoplado ao seu dirigível de nº 14. Dumont preferiu chama-lo de “bis”, ao invés de dar um novo número.

(2) O relógio de pulso também foi criação de Santos-Dumont. Enquanto pilotava seus dirigíveis, Dumont não tinha como acompanhar os segundos e minutos em que permanecia no ar, com o relógio de bolso. O aviador sugeriu então ao amigo relojoeiro Cartier para que adaptasse “alças” ao objeto. O modelo do relógio foi chamado de “Santôs” e existe até hoje.

(3) Santos-Dumont foi o primeiro aeronauta a utilizar motores a petróleo em dirigíveis. Muitos inventores da época acreditavam haver risco de explosão ao colocar o motor em proximidade com o gás (hidrogênio), que preenchia os balões. Santos-Dumont provou que era possível a utilização dos motores a petróleo nos balões.

(4) Santo-Dumont foi o único, dentre seus irmãos, a não concluir curso superior. O inventor nunca teve uma formação regular. Era um esportista, como relatou um amigo da época de estudos: “aluno pouco aplicado, ou melhor, nada estudioso para as ‘teorias', mas de admirável talento prático e mecânico e, desde aí, revelando-se, em tudo, de gênio inventivo”.    Contudo, estudava profundamente aquilo que lhe interessava.   Tornou-se um homem culto em mecânica, física, eletricidade e química.   Dominava vários idiomas, como o francês, o inglês e o espanhol, além do português.   Pelo valor da sua obra literária, sobre sua vida, seus feitos e a aviação, foi eleito (não assumiu) para a Academia Brasileira de Letras.

(5) Em 1909 Santos-Dumont apresentou seu último invento aeronáutico: o Demoiselle 20. Foi o primeiro ultraleve da história. Com apenas 115 kg, envergadura de 5,50 m e comprimento de 5,55 m, era acionado por um motor de 24cv. Santos Dumont publicou os planos do Demoiselle 20 e permitiu que ele fosse construído por algumas firmas. O aparelho foi copiado e tornou-se um modelo popular.

(6) Santos-Dumont instruiu a primeira mulher a voar sozinha em um dirigível construído por ele. Após três “lições”, em 29 de junho de 1903 a jovem cubana Aída D'Acosta decolou no nº 9 do inventor, fazendo o percurso de Neuilly-Saint-James ao campo de Bagatelle (Paris-França).

(7) Alberto Santos-Dumont nasceu em 20 de julho de 1873, em Minas Gerais, no sítio de Cabangu, próximo à cidade que hoje leva seu nome.

(8) O jovem Alberto Santos-Dumont foi alfabetizado por sua irmã Virgínia.   Estudou ainda em Campinas, no Colégio Culto à Ciência, e, em São Paulo (SP), nos colégios Kopke e Morton e na Escola de Ouro Preto.

(9) Em 1910, Santos-Dumont anunciou sua intenção de parar de voar.    Ele começava a sentir os sintomas da esclerose múltipla que o perseguiria até o final da sua vida.  Seu avião Demoiselle foi vendido a um piloto aspirante que, mais tarde, seria um dos maiores ases da primeira guerra mundial: Roland Garros.

Fundação Museu da Tecnologia de São Paulo — Av. Eng. Billings, 526 (Jaguaré) / Fones: (11) 3768-5785 e (11) 3714-8783 — FAX: (11) 3718-0160 / CEP 05321-010 - São Paulo (SP) / E-mail = museutec@uol.com.br / Website = http://www.museutec.org.br/index.htm.