Horário de Funcionamento
das 13:00 às 19:00
Rua Moisés de Oliveira, 210
Rio Bonito - Irati, PR

» AEROGERADOR TUFÃO

A denominação original era “Aerogerador Tornado”!... Isso porque o primeiro protótipo, nascido nas oficinas da Metalúrgica DIMARCKA, na Grande Curitiba (PR), entre 2002 e 2004, era mesmo do modelo TORNADO (3 pás no perfil NAKA), de uma série de AEROGERADORES concebidos pelo Arquiteto Luiz Gonzaga Scortecci de Paula entre os anos 1994 e 1996, quando ainda residia em Brasília (DF).

Os modelos em escala, de todos os projetos, por sinal construídos pela referida DIMARCKA, chegaram inclusive a ser apresentados numa exposição no então CEFET – Centro Federal de Educação Tecnológica, em Curitiba (PR), hoje Universidade Federal Tecnológica do Paraná, em 2003.

Quando o “Projeto Tornado” chegou a Irati (PR), em 2006, em razão da transferência da sede do ISAORG para essa localidade do interior paranaense, o modelo TORNADO foi preterido em favor do modelo TUFÃO, ou "Thufão", de maior porte (5 pás com perfil NAKA), visando atender a ideia de apoiar pequenas comunidades humanas isoladas até 100 ou 120 habitantes, diferentemente do modelo TORNADO, que buscava trabalhar com potência da ordem de 4 a 5 kW, e não até 20 kW (ou até pouco mais) como pode ser o caso do AEROGERADOR TUFÃO.

Abaixo do modelo TORNADO havia o pequeno VITÓRIA ou VENTHANIA, em duas versões (uma eólica e outra hidráulica), de até 4 a 5 kW. Acima do TORNADO havia o próprio TUFÃO e, na sequência, o FURACÃO, até 100 ou 120 kW, com sua forma de “Roda Gigante” disposta na horizontal e com pás retráteis.

Outro fator que influenciou a opção TUFÃO foram os acordos de cooperação celebrados dentro do chamado GRUPO AURORA, uma entidade sem personalidade jurídica própria abrigada pelo presentemente denominado INSTITUTO VIMANA DE COSMOLOGIA E ESPAÇO - IVA, entidade da sociedade civil que articula formalmente em torno dela, em nível de ESTATUTO, quatro outras entidades para fins não econômicos (sem fins lucrativos) que, por terem em comum basicamente o mesmo quadro de Fundadores, se colocam como “ENTIDADES IRMÃS”, todas colaboradoras e demandantes do dito PROECO - FUNDO AURORA PRÓ-DESENVOLVIMENTO LOCAL SUSTENTÁVEL E AJUDA HUMANITÁRIA, Fundo este cujos recursos foram decisivos para o custeio e os investimentos demandados pelo desenvolvimento da Patente AEROGERADOR TUFÃO, sempre aos cuidados de seu criador, o citado Arq. Luiz Gonzaga Scortecci de Paula.

O AEROGERADOR TUFÃO foi prototipado pela primeira vez em torre de concreto e que, na verdade, era um POSTE PADRÃO de sustentação de linhas de transmissão de eletricidade no âmbito urbano. Nele foi montado o sistema de içamento (o TUFÃO é montado na base do POSTE já engastado no solo e depois içado manualmente por um sistema integrado que o coloca no alto, onde é travado e desbloqueado para girar) e acoplado o Grupo Gerador, à época apenas simulado, pois a TURBINA em si era, então, a prioridade. As primeiras pás, por razões econômicas, foram cônicas. Só mais tarde, graças a melhores condições financeiras, o protótipo PX 01B recebeu pás no perfil NACA (aeronáutico), ainda reguláveis visando correções no balanceamento, opção posteriormente abandonada face à baixa rotação (alto torque) da Turbina.

O primeiro protótipo rodou por dois anos ao lado da Estação Meteorológica existente nas instalações  do Colégio Florestal de Irati (PR). Já o modelo com 5 pás em perfil NAKA rodou em parque público (CTG) da municipalidade de Inácio Martins (PR), numa altitude de aproximadamente 1.250 metros em relação ao nível do mar (Vejam fotos abaixo e também na GALERIA deste website).

O terceiro protótipo rodou já em sua forma comercial (a menos de alguns detalhes de dimensionamento) na Vila São João, em Irati (PR), no pátio onde então era estabelecida a empresa KATAVENTO, então parceira do ISAORG, e onde, por sinal, enfrentou um vendaval de vários minutos com ventos da ordem de 90 km/h, tudo sem absolutamente demonstrar sequer vacilações. Rodou generosa e harmonicamente, graças ao perfil NAKA (aeronáutico) das pás da Turbina.

Dois outros protótipos semelhantes rodaram, um em Tijucas do Sul, Paraná (sem carga) e outro em área rural do município de Cavalcante (GO), na Chapada dos Veadeiros, junto à Estação Aurora de PORTO MAESTRO.

Presentemente temos um protótipo rodando na casa-sede do ISAORG, montado em meia torre modulada, no Bairro de Rio Bonito, e que muito em breve, vale destacar, deverá ser desmontado, reformado e por fim doado a uma comunidade agro-ecológica.

Este é um resumo da história da Turbina de nosso Aerogerador. Um capítulo à parte tem sido o desenvolvimento do respectivo GRUPO GERADOR (Alternadores trifásicos e multiplicador de velocidade de rotação), parte vital de qualquer AEROGERADOR, pois sem ela a força dos ventos não resultaria em energia elétrica!


Em breve estará girando o modelo comercial completo do nossos AEROGERADORES VENTHANIA e THUFÃO, fato que, sem dúvida, será por todos nós que fazemos o ISAORG – Instituto Santos-Dumont de Tecnologia e Desenho Industrial, amplamente noticiado!

E fique por dentro: O PROGRAMA TUFÃO DO BEM - POSTOS E ESTAÇÕES EÓLICAS DE INTERESSE SOCIOAMBIENTAL,  já foi tornado público e está em sua primeira Campanha para a captação de recursos, via Financiamento Coletivo (crowdfunding) para sua estruturação completa, em quatro etapas! Veja lá >>> http://www.vakinha.com.br/vaquinha/tufao-do-bem-etapa-um. Participem !!!